0

Lojas de Palmas oferecem descontos durante Black Friday

Rate this post

Consumidor percorreu lojas e diz que promoções não são muito atraentes.
Advogada recomenda observar se preços estão ‘maquiados’.

A intensa movimentação no comércio de Palmas nesta sexta-feira (27) tem um motivo. É a Black Friday, que invadiu todo o país com descontos e promoções. Pensando no bolso, os consumidores movimentaram as lojas da capital, mas alguns ficaram decepcionados com os preços oferecidos em algumas lojas.

O jornalista Otávio Frabetti, de 23 anos, saiu de casa cedo e percorreu sete lojas de eletrodomésticos para comprar produtos mais baratos. A intenção dele era ver se o aparelho televisor, a fritadeira airfryer, o liquidificador e o ar-condicionado estavam com bons descontos. Mas ele diz que não viu muita diferença nos valores dos produtos.

“O engraçado é que até agora eu vi poucos descontos. Eu já estava de olhos nos produtos que eu fui procurar e em algumas lojas eu já tinha visto preços mais baratos do que eu vi hoje”, disse.

O jovem conta que no ano passado conseguiu comprar um aparelho celular mais barato na internet, mas que este ano ainda não viu um desconto que valessse a pena.

“Eu acredito que há desconto em alguns produtos, mas nem todos. Vale a pena dar uma garimpada, rodar bastante  e olhar na internet, tanto hoje quanto na semana que vem, porque na verdade, se você fizer uma comparação, os produtos são do mesmo preço. A Black Friday não representa muita coisa.”

Segundo a presidente da Comissão de Direitos do Consumidor da OAB, Priscila Martins, o consumidor deve ficar atento com a “maquiagem” feita nos valores. “A primeira coisa que o consumidor deve observar é o preço. Muitas vezes há uma maquiagem. Os lojistas aumentam os preços antes da sexta-feira para depois dar aquele desconto sensacional, mas que na realidade não passa de uma fraude”. (Veja o vídeo).

Se o consumidor tiver provas de que há uma propaganda enganosa, ele pode recorrer ao Procon. “Em primeiro lugar, ele deve ter prova material, ou seja, impresso de folders ou impresso da internet e deve procurar o Procon para que ele possa fazer a denúncia da propaganda enganosa e denunciar esse descumprimento de oferta”, explicou a advogada.

Se for confirmada a fraude, o lojista pode responder a um processo administrativo perante o Procon e a depender do número de reclamações, ele pode ser multado.

Raul Domingues Porto Junior

Raul é Analista de Sistemas e Engenheiro Elétrico de formação. Hoje trabalha como consultor de tecnologia e como empreendedor digital. Seu objetivo é levar ao maior número de pessoas o conhecimento e a oportunidade de negócios para que cada pessoa seja auto suficiente e capaz de conquistar seus próprios rendimentos mensais sem depender de ninguém. Vamos juntos?

Deixe uma resposta