0

Consumidores em Belém aproveitam promoções da ‘Black Friday’

Rate this post

Consumidores em Belém aproveitam promoções da ‘Black Friday’

Descontos no centro comercial chegavam até a 70%.
Consumidores aproveitaram para comprar presentes de natal.

Os consumidores da capital paraense aproveitaram as promoções da “Black Friday”, nesta sexta-feira (27), e foram às compras. Os descontos no centro comercial chegavam até 70%. Para o auxiliar administrativo Afonso Mota, o corre corre nas lojas valeu a pena. “A média dele [teclado de brinquedo] era de R$ 600, eu encontrei a R$ 219”, diz.

A contadora Jane Renata disse que o dia de descontos foi uma surpresa agradável. “Eu não sabia, na verdade. Aí vim por acaso e gostei, porque eu aproveitei e comprei tudo”.

O dia de promoções, conhecido como “Black Friday”, surgiu nos Estados Unidos e chegou no Brasil há cinco anos. Os consumidores da região Norte são os que mais compram e 94% das pessoas vão até as lojas para aproveitar as ofertas.

Promoções na internet
Os preços são atrativos para quem também compra pela internet, mas para o Pedro, o negócio não deu muito certo. Ele comprou uma câmera em uma promoção no “Black Friday” e o produto nunca chegou. O prejuízo foi de R$ 1.300. “Efeituei o pagamento e dois dias depois o site saiu do ar”, lembra.

Por isso, o Procon alerta, consumidores devem ficar atentos durante as promoções. “Monitorar, pesquisar o máximo possível de sites ou lojas físicas que sejam”, afirmou o diretor do Procon, Moisés Bendahan.

Com cuidado na hora de comprar, as liquidações e preços baixos podem ser bem aproveitados por consumidores e lojistas. “Com certeza [valeria] por mais uma semana, duas”, afirma a vendedora Joana Cardoso.

Raul Domingues Porto Junior

Raul é Analista de Sistemas e Engenheiro Elétrico de formação. Hoje trabalha como consultor de tecnologia e como empreendedor digital. Seu objetivo é levar ao maior número de pessoas o conhecimento e a oportunidade de negócios para que cada pessoa seja auto suficiente e capaz de conquistar seus próprios rendimentos mensais sem depender de ninguém. Vamos juntos?

Deixe uma resposta